TWIN PEAKS – PRIMEIRA TEMPORADA (1990)

920__twin_peaks_X02_blu-ray__

Não sei se estão sabendo, mas muito provavelmente em 2017 teremos o retorno de uma das séries mais geniais da história da televisão mundial e, de brinde, o regresso de um dos seus criadores, sujeito que há quase uma década tem deixado muita gente na saudade… Estou falando de TWIN PEAKS e do diretor David Lynch. Portanto, já estava com vontade de rever a série de qualquer jeito, mas como a patroa ainda não tinha visto o programa, resolvi aproveitar para apresentar a ela e voltar àquele universo estranho, àqueles personagens peculiares, aos mistérios e todas as coisas boas que a série teve pra oferecer…

Quando TWIN PEAKS passou por aqui na TV aberta no início dos anos 90, eu era muito moleque para entender o que acontecia ali. Além disso, não me organizava pra ver os episódios em sequência, nem mesmo assitia-os por inteiro… De todo modo, alguma coisa sempre me fascinou. Mas só fui ver e entender o que era mesmo quando saiu em DVD lá por volta de 2004. Já não era mais menino e pude apreciar a obra com a devida atenção. Desde então, TWIN PEAKS se tornou a minha série de TV favorita. Por mais que eu goste do estilo atual das séries, de uns BREAKING BAD’s, TRUE DETECTIVE’s e GAME OF THRONES da vida, era TWIN PEAKS que sempre teve um lugar favorito no meu coração… ❤

920__twin_peaks_X08_blu-ray__

E rever a série agora pela, digamos, terceira vez (considerando aquelas conferidas cretinas de quando ainda era um “projeto de gente”) reforçou ainda mais essa opinião. TWIN PEAKS continua uma lindeza. Só revi a primeira temporada por enquanto, mas já deu pra refrescar a cuca e perceber como é absurdamente genial, como ainda hipnotiza com seu charme, seu estilo sombrio, mas ao mesmo tempo com um humor tão singular, povoado de personagens e situações bizarras, a trilha de Angelo Badalamenti, além de uma qualidade sem equivalentes na televisão no período em que foi lançada. Um produto de transgressão, sem dúvida alguma.

A primeira temporada é bem curta. Tem um piloto de 90 minutos e outros seis episódios apenas. A trama gira em torno do assassinato de uma jovem, aparentemente exemplar, Laura Palmer, e um agente do FBI é atraído à região por desconfiar que se trata de mais uma vítima de um serial killer que vem perseguindo. A partir disso a série se desenvolve como uma teia que se entrelaça entre a galeria de personagens, um mais esquisito que o outro, e vai revelando o lado podre e subversivo da pequena Twin Peaks. Sem contar os possíveis elementos sobrenaturais que de vez em quando entra em cena no local pra deixar as coisas bem mais interessantes e que servem de escape para que David Lynch explore suas bizarrices, as coisas malucas que saem da sua cabeça e do co-criador, Mark Frost…

Um bom exemplo acontece no episódio em que o agente do FBI, Cooper (Kyle MacLachlan), tem um sonho e todos os elementos que fazem parte do imaginário visual de Lynch vão se manifestando com precisão (clima pesadíssimo, cortinas vermelhas, um anão dançante, personagens falando de maneira bizarra). Também chama a atenção o cuidado na criação de cada personagem, nas suas excentricidades… Gosto especialmente da senhora do tronco. Pra mim, um ícone de TWIN PEAKS.

920__twin_peaks_05_blu-ray__

Pode ser frustrante para algumas pessoas o desfecho que a primeira temporada oferece. Que aliás, não há final algum. Pelo contrário, deixa tudo aberto para a segunda temporada, que ainda preciso rever com a patroa. Esta segunda é bem grandinha, com seus vinte e poucos episódios que deixa um pouco o mistério “Quem matou Laura Palmer?” de lado para explorar ainda mais o cotidiano e as subtramas que os personagens de Twin Peaks vivem. Vamos ver como vai ser na revisão, mas pelas minhas lembranças a série perde um bocado da força lá pelas tantas, mas ainda assim não deixa de ser interessante e de ter gás suficiente pra se manter como uma das melhores coisas que a televisão mundial já produziu. Portanto, vejo com bons olhos esse retorno e acho que uma terceira temporada em 2017 promete muito…

É curioso ainda que um par de anos depois dessa primeira temporada, Lynch lançaria um longa metragem contando os últimos dias de Laura Palmer em, er… TWIN PEAKS – OS ÚLTIMOS DIAS DE LAURA PALMER (1992). Essa é uma lacuna que preciso corrigir assim que terminar rever a série… O único filme do sujeito que ainda não vi.

Pra finalizar, a introdução de TWIN PEAKS, uma mistura de imagens bregas com os sublimes acordes de Badalamenti e que acabam resultando numa espécie de tradução conceitual do que esperar em cada episódio dessa maravilha de série:

Anúncios

6 pensamentos sobre “TWIN PEAKS – PRIMEIRA TEMPORADA (1990)

  1. Poderia escrever mais sobre series! Em especial a primeira temporada de True Detective que foi uma coisa que mudou minha vida! rs

    • Até poderia mesmo… Já estava pensando em fazer isso. Especialmente algumas coisas mais antigas que eu costumo assistir, como Twilight Zone e Miami Vice…

      Pena que a segunda temporada de T. Detective foi tão chatinha… Se fosse um filme de 2 horas renderia um policialzão daqueles!

      Outras que gostei pra cacete recentemente foram The Knick, Fargo e o Daredevil (ansioso pela segunda temporada!!!).

  2. Complementando, diversas das melhores cenas da série parecem ser uma extensão daquela cena fantástica de Veludo Azul com o Dennis Hopper no cabaré com os seus capangas.

  3. A música de introdução é muito marcante.

    Lembro que o episódio da segunda temporada no qual o serial killer é revelado, têm uma das melhores cenas que o Lynch já dirigiu. Envolve um bar, luzes neon, atmosfera e muita música.

    Baita série, mas na minha opinião OS SOPRANOS que surgiu na tv ainda nos anos 90, consegue superar ela.

    • Taí uma série que nunca vi toda… Os Sopranos eu só vi uns cinco episódios e parei. Precisava retomar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s