RAJADA DE FOGO (Rapid Fire, 1992), de Dwight H. Little

Apesar de O CORVO ser o filme mais lembrado de Brandon Lee, foi RAJADA DE FOGO, um pequeno veículo de ação, que ele teve a oportunidade mais decisiva no processo que o transformaria num ícone. Sim, posso estar delirando, mas eu acredito que se Lee não tivesse morrido acidentalmente em O CORVO, hoje ele teria sido um disputadíssimo astro de ação e roubaria facilmente vários papéis importantes nos filmes do gênero nos últimos dez anos. Aposto que ia…

O filme conta a estória de Jake Lo, um estudante chinês que vive nos Estados Unidos à sombra de seu pai que todos admiram: um líder pró-democrata que morreu atropelado por um tanque de guerra em uma manifestação nas ruas de Pequim. Até certo ponto, é algo um tanto biográfico para Brandon Lee, vivendo sob a sombra de seu pai, um dos rostos mais famosos do cinema oriental e um dos maiores ícones da cultura pop. Não devia ser fácil entrar na carreira de ator de filmes de ação sendo filho de Bruce Lee. Em entrevistas, Brandon chegou a declarar que o papel de Jake Lo foi escrito especificamente para ele, o que não é nada surpreendente.

Embora tenha essa veia política, presenciou as manifestações e a morte de seu pai, Jake é um individualista que pouco se importa com tudo isso, inclusive quando alguns ativistas tentam usá-lo em sua causa ele não se interessa nem um pouco. Na verdade, ele acha que nada disso vale a pena e que seu pai morreu em vão. É claro que tudo é descupinha do roteiro para a trama ficar mais interessante e ao final ele vai dar valor aos ideais de seu pai, mas sem perder o jeito badass de encarar as coisas!

Na trama, Jake testemunha um assassinato cometido por um dos mais perigosos chefões do crime organizado (Nick Mancuso), colocando sua vida em risco tendo a máfia e policiais corruptos a todo instante em sua cola. Apenas Mace Ryan, um tira honesto, interpretado pelo grande Powers Boothe, pode ajudá-lo. No entanto, Jake demonstra que é um sujeito durão resolvendo os problemas à base da porrada. Em RAJADA DE FOGO Brandon Lee finalmente teve o seu momento, porque em MASSACRE NO BAIRRO JAPONÊS, embora roube a cena, ele sempre será o coadjuvante gay de Dolph Lundgren,  depois em O CORVO, seu personagem precisou morrer e voltar a vida para demonstrar bravura. Aqui não. Jake Lo é de carne e osso, afoito por natureza e não deixa barato contra os oponentes.

A direção é de Dwight H. Little, que havia dirigido Steven Seagal em MARCADO PARA MORTE, o terceiro filme do astro de rabinho de cavalo. Deslumbrado com cinema de John Woo como quase todos os diretores de filmes de ação do início dos anos 1990, Little toma como base seqüências bem elaboradas de filmes como THE KILLER para criar as suas. Não vou dizer que o diretor teve sucesso, mas não deixa de ter ótimas cenas por aqui, especialmente porque Lee demonstra ser perfeito como heróis de ação,  movimentando-se com agilidade, fazendo acrobacias para fugir de balas, deferindo alguns golpes e utilizando de vários objetos em cena para atrapalhar a vida de seus oponentes. E quando seguram seu pé, ele dá aquele chute rodado que virou sua marca registrada!
No elenco ainda temos Raymond J. Barry como um agente corrupto e Al Leong, com seu inconfundível bigode, dando trabalho ao protagonista numa das melhores cenas de luta do filme.
Brandon Lee acabou sua precoce carreira com uma curta filmografia, tendo participado apenas de seis filmes para cinema, sendo que um deles nem chegou a ser creditado. Meu preferido continua sendo MASSACRE NO BAIRRO JAPONÊS, mas RAJADA DE FOGO tem uma certa importância que não pode ser ignorada.
Anúncios
Esse post foi publicado em Ação e marcado , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para RAJADA DE FOGO (Rapid Fire, 1992), de Dwight H. Little

  1. esse filme é perfeito eu gravei e assisto até hoje

  2. Anônimo disse:

    Nakedcelebrity news [url=http://groups.filestube.com/topic/1,a9f01b6cd65af7f0,view.html] naked photos[/url] .

  3. não existia um desenho animado com este mesmo nome?
    E se nao me engano o personagem principal era chamado de Rajada. Até lançaram brinquedos do desenho…

    Eu to procurando por este desenho, se puderem me dizer ond encontro eu agradeço muito.

  4. Just Daniel disse:

    Adorava esse filme quando moleque. Me lembra a época de Hobby Video…

  5. Takeshi disse:

    O DVD deste filme lançado no Brasil não apresenta a dublagem em português, mas tem espanhol. É um detalhe que me decepcionou.

  6. Este eu vi pela primera vez numa madrugada da globo nos anos 90… mesmo assim faz tanto tempo que nem considerei uma revisão dessa vez.

  7. osvaldo neto disse:

    Lembro que assisti na Sessão da Tarde, muito provavelmente com uma tonelada de cortes. Então quando eu o assistir, nem será uma revisão hehe

  8. herax disse:

    é ele nada, naquele quebra-pau no bar é dublê boa parte do tempo, eu vi o making of

  9. Normal… esses caras nunca querem se machucar. Ao menos, nas cenas de luta dá pra ver que é ele mesmo desferindo os golpes…

  10. herax disse:

    detalhe que na maioria das cenas de ação o Brandon Lee usava dublê

  11. É verdade, não me liguei que muita coisa tem inspiração em Jackie Chan.

    Pô, Andre, quando eu digo astro de ação, quis dizer que ele daria trabalho pra gente do alto escalão de Hollywood, e não atores de filmes B, heheh

    Apesar de preferir muito mais os atores de filmes B, claro…

  12. andre disse:

    Alias falando no brandon,concordo com o ronald,se ele estivesse vivo hoje com cereteza se firmaria como um grande astro de ação,e daria trabalho pros concorrentes:van damme e seagal.

  13. andre disse:

    Sim takeo as cenas são copiadas de police story,mas o brandon lee nunca escondeu que copiou essas cenas,e sempre se declarou um admirador do jackie chan,acho que ele gostava mais do j.chan do que do proprio bruce lee.

  14. E não vamos esquecer de várias seqüências de ação plagiadas de Jackie Chan!!! A cena em que Jake Lo atropela um cara com a moto e atravessa um monte de vidraças, e a luta em que ele usa uma arara de pendurar roupa são descaradamente chupadas do primeiro POLICE STORY!!!!!

  15. Bonzinho. Mas faz cara de carranca o filme inteiro, hehe

  16. herax disse:

    Eu vi esse filme no cinema! Muito divertido! Mas vem cá, o Powers Boothe é bonzinho no filme?? Na minha memória ele era o vilão!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s