Filmes da década

Não são exatamente os melhores filmes dos últimos dez anos, mas aqueles que, de alguma forma, mexeram mais comigo, me fizeram ver cinema de uma maneira diferente…

Com certeza esqueci vários e poderiamos ficar discutindo sobre algumas ausências o restante desta década que se inicia, mas por enquanto é isso aí… Eu acho…

Colocar em ordem é algo que não vou fazer mesmo, mas se tivesse que escolher apenas um, fico com o filme do Cronenberg.

MARCAS DA VIOLÊNCIA (David Cronenberg, 2005)
SANGUE NEGRO (Paul Thomas Anderson, 2007)
MIAMI VICE (Michael Mann, 2006)
OS DONOS DA NOITE (James Gray, 2007)
A PROPOSTA (John Hillcoat, 2005)
BASTARDOS INGLÓRIOS (2009) e KILL BILL vol. I & II (Quentin Tarantino, 2003 e 2004)
EXILADOS (Johnnie To, 2006)
ZODIACO (David Fincher, 2007)
O GOSTO DA VINGANÇA (Ji-Woon Kim, 2005)
RAMBO 4 (Sylvester Stallone, 2008)
ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ (Joel e Ethan Coen, 2007)
GRAN TORINO (2008), SOBRE MENINOS E LOBOS (2003), MENINA DE OURO (Clint Eastwood, 2004)
REDACTED (2007), DÁLIA NEGRA (2006) e FEMME FATALE(Brian de Palma, 2002)
GANGUES DE NOVA YORK (Martin Scorsese, 2003)
CIDADE DOS SONHOS (David Lynch, 2001)
ADEUS, DRAGON INN (Tsai Ming Liang, 2003)
IRREVERSÍVEL (Gaspar Noé, 2002)
DANÇANDO NO ESCURO (2000) e DOGVILLE (Lars Von Trier, 2003)
A PROFESSORA DE PIANO (Michel Haneke, 2001)
OLDBOY (Chan Wook Park, 2004)
ICHI – THE KILLER (Takashi Miike, 2001)

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

30 respostas para Filmes da década

  1. herax disse:

    É preciso esclarecer algumas coisas:

    Primeiro, sobre o que o Ronnie K. disse, eu não cultuo filmes orientais como se eles fossem a melhor coisa do mundo. Na verdade eu gosto IGUALMENTE de filmes orientais, europeus, americanos, brasileiros, ou o que for. Se for pra citar uma única cinematografia como predileta, provavelmente seria a italiana, dos anos 60/70.

    Segundo, eu não posso levar a sério personagens de internet. Eu uso o nick herax pra facilitar, mas todos sabem que meu nome é Heráclito Maia (e que moro em São José – SC) e vários blogueiros ilustres me conhecem pessoalmente. Agora quem se esconde atrás de pseudônimo não passa de um fanfarrão. E ainda vem falar sobre masculinidade… Quem quiser vir testar minha masculinidade eu tô a disposição. De preferência me mandem irmãs ou primas gostosas.

    Agora, sobre a eterna discussão Conflitos Internos vs Os Infiltrados, eu não tenho mais nada a falar sobre o assunto. A frase do Marty mais acima deixa bem claro o seguinte: quem quiser me chamar de imbecil por gostar do filme de Hong Kong, que pense o mesmo do Scorsese, afinal, ELE TAMBÉM GOSTOU DO FILME.

    Abraços pros amigos! Pros inimigos, black dildo in the ass!

  2. É verdade “Demofilo” (posso continuar te chamando assim? hehe)… mas eu deixo rolar, quero ver o circo pegando fogo! haha

    Brincadeira. Vamos com calma aê, fellas! 😉

  3. Ronnie K. disse:

    Caramba, o pessoal pegou pilha aqui, heim, Perrone… Na verdade ambos são extremistas, Herax e o outro colega!!! Eu, heim!

  4. herax disse:

    “INFERNAL AFFAIRS is a very good example of why I love Hong Kong cinema”. Martin Scorsese

  5. herax disse:

    Porque toda bichinha é nervosa? Vá procurar o teu black dildo rapá, aquele mesmo que o Jack Nicholson gosta.

  6. Just Daniel disse:

    Hilário como tem gente que veste a carapuça. Me divirto com isso. Depois ainda diz q tá de “birra” e q os outros que são fanáticos. Nem tava falando com o cidadão. Quer dizer, a gente não pode dar nossa opinião q vai contra de certas pessoas, q estamos “sofrendo do coração”. E eu tb agradeço ao Perrone por não ter colocado esse lixo cantonês na lista, apesar dele ter colocado tranqueiras igualmente horrendas como Miami Vice, Dália Negra. 🙂

    Olha, todo mundo tem suas preferências cinematográficas e tal, todo mundo tem seus gostos pessoais. Mas tem certos filmes que eu simplesmente não consigo entender como alguém possa não gostar, ou principalmente odiar, sinceramente. E pra mim quem não gosta de Departed, nem precisa achar obra-prima, pra mim não só não entende porra nenhuma de cinema, como tb dúvido da sua própria masculinidade. Hahaha!

    E quanto Scorsese copiar “quadro a quadro” cenas, nem vou me sujeitar a responder. O cara fala como se o filme não fosse um REMAKE do outro, e como se ele tivesse plagiando. Ridículo. Só te digo q na cena quando o chefe do policial infiltrado morre no filme cantonês, toca uma musiquinha patética e piegas q parece ter saído de Jaspion enquanto o personagem relembra dos bons momentos que tiveram juntos, e no Departed o Sheen cai do prédio e o DiCaprio simplesmente fala: “Fudeu!” Entre outras inúmeras melhorias como personagens infinitamente mais fascinantes que o Scorsese dirigiu (Nicholson, Wahlberg)

  7. herax disse:

    Hahahaha, eu só falo de birra e gozação, mas tem fanático que leva a sério e quase sofre do coração por conta disso.

  8. Heheh, vamos passar toda nossa existência blogueira discutindo sobre Os Infiltrados… 🙂

  9. herax disse:

    isso, é tão ruim que o Scorsese copiou algumas cenas quadro a quadro – mesmo sem ter visto o filme – viva a honestidade americana!

  10. Just Daniel disse:

    Esse negocio de ficar só cultuando filme oriental como se tratasse do melhor cinema feito no mundo hoje em dia me cansa!!!![Doizão]

    Não importa o quão ruim, o quão asqueroso o filme seja, tem sempre alguém que “enxerga” uma qualidade, que se fosse americano, todo mundo ia pegar pra Cristo. E exatamente o caso do Infernal Affairs que tem momentos e cenas constrangedoras de tão ruins que nem se quer passam perto da obra-prima máxima do Scorsese dessa década, que tirou leite de pedra com o material que teve.

  11. herax disse:

    é claro que é puramente pessoal Ronnie, como uma opinião minha poderia ser impessoal?

  12. Ronnie K. disse:

    hahaha nao aguento a implicancia do Herax com os inflitrados, parece uma coisa pessoal!!! Mesmo nao sendo uma obra-prima é diversao garantida!!! Melhor até que a versao oriental!!! Esse negocio de ficar só cultuando filme oriental como se tratasse do melhor cinema feito no mundo hoje em dia me cansa!!!!

  13. Hahaha, valeu, Herax!
    Adoro Os Infiltrados, mas realmente não entra numa lista de melhores da década no sentido que eu expliquei no início do post. Prefiro Gangues mesmo.

  14. herax disse:

    Ronald, a lista tá excelente, principalmente por não contar com Os Infiltrados. Parabéns!

  15. Ronnie K. disse:

    O filme mais polêmico da sua lista de fato é Rambo 4!! E olha que nem vi, heim! Agora sou obrigado a ver, visto que o colocaste em companhia tão ilustres!! Destaque da lista? Kill Bill, Dançando no Escuro e o soberbo Professora de Piano! Mas eu colocaria Senhores do Crime no lugar de Marcas da Violência, rs… Mas quer saber, Perrone? Acho essa década meio fraca em comparação com a anteriore e em comparação aos tempos áure0s do cinema. É cíclico, natural. Espero bastante dessa que se inicia!! Abração colega!!!

  16. Just Daniel disse:

    “Kill Bill – Volume 1 / Volume 2 (Kill Bill: Vol. 1 / Vol. 2), de Quentin Tarantino. EUA. 2003 / 2004.”

    Finalmente alguém que coloca Vol 1 e 2 como o mesmo filme. To de saco cheio desse separação. Sinceramente pra mim quem não gosta de Vol 2 ou Vol 1, não gosta de “nenhum” Kill Bill. Ou então não gosta do “final ou começo” do filme.

    E Pianista em terceiro na lista do Leandro é algo q eu não esperava. AMO esse filme e deverás é subestimado até pelos fãs do Polaco. E mostra o quanto falta ainda na minha lista.

  17. Bela lista, mas não lembrou de nenhum filme do Joon-ho Bong (Apesar de ter Ji-woon Kim e Chan-wook Park na lista hehehe). Oldboy claro que tinha que se fazer presente.

    Quero rever Miami Vice. Não gostei tanto assim quando vi. Não assisti a Adeus, Dragon Inn.

  18. Just Daniel disse:

    1-Lilya 4-Ever – Lukas Moodysson
    2-A Última Noite – Spike Lee
    3-Bem-Vindos – Lukas Moodysson
    4-Conte Comigo – Kenneth Lonergan
    5-Agora Ou Nunca – Mike Leigh
    6-Embriagado de Amor – Paul Thomas Anderson
    7-Cidade De Deus – Fernando Meirelles
    8-A Agenda – Laurent Cantet
    9-Marcas Da Violência – David Cronenberg
    10-Na Natureza Selvagem – Sean Penn
    11-O Pântano – Lucrecia Martel
    12-Sobre Meninos E Lobos – Clint Eastwood
    13-OS Infiltrados – Martin Scorsese
    14-A Professora De Piano – Michael Haneke
    15-Corpo-Fechado – M. Night Shyamalan
    16-Kill Bill – Quentin Tarantino
    17-Cidade Dos Sonhos – David Lynch
    18-10 – Abbas Kiarostami
    19-A Promessa – Sean Penn
    20-Sexy Beast – Jonathan Glazer

  19. Caio disse:

    Tá lindo esse Rambo aí na lista cara 😉

  20. Eu assisti ao Black Dynamite, Blob, e é bem legal mesmo! Mas o filme é mais uma comédia escrachada parodiando os elementos do blaxploitation do que uma homenagem, mas de qualquer forma, é bem divertido!
    grande abraço!

  21. BLOB disse:

    Lista interessante… Boa lembrança o Ichi – The Killer, que entraria na minha lista de top 20 de horror da década (eu sei que tecnicamente NÃO é um filme do gênero, mas pelo extremismo eu o colocaria… bem, a lista é minha bolas…). Esse negócio de tops para mim sempre é complicado, afinal, sempre tem aquele filme fodástico que eu ainda não vi! HEHEHE! Em decorrência disso, qualquer listinha que faço sempre me parecera imcompleta… Por exemplo, não tive coragem de fazer um top 2009 ainda, pois vi pouca coisa desse ano… Só para tu ver, eu estou para baixar o Black Dynamite, do ano passado, uma sátira/homenagem aos blackxploitation. Até então não tinha visto nenhuma refêrencia a ele nos sites brasileiros (deve ser por ser inédito por aqui), em compensação tem gringo babando litros pelo filme, alguns colocando-o até em tops! Bom, vou ver, daí vou comentá-lo no meu blog tosco… o trailer do youtube pelo menos é impagavel… de qualquer forma é isso… abraços!

  22. BLOB disse:

    Lista interessante… Boa lembrança o Ichi – The Killer, que entraria na minha lista de top 20 de horror da década (eu sei que tecnicamente NÃO é um filme do gênero, mas pelo extremismo eu o colocaria… bem, a lista é minha bolas…). Esse negócio de tops para mim sempre é complicado, afinal, sempre tem aquele filme fodástico que eu ainda não vi! HEHEHE! Em decorrência disso, qualquer listinha que faço sempre me parecera imcompleta… Por exemplo, não tive coragem de fazer um top 2009 ainda, pois vi pouca coisa desse ano… Só para tu ver, eu estou para baixar o Black Dynamite, do ano passado, uma sátira/homenagem aos blackxploitation. Até então não tinha visto nenhuma refêrencia a ele nos sites brasileiros (deve ser por ser inédito por aqui), em compensação tem gringo babando litros pelo filme, alguns colocando-o até em tops! Bom, vou ver, daí vou comentá-lo no meu blog tosco… o trailer do youtube pelo menos é impagavel… de qualquer forma é isso… abraços!

  23. Pois é, Pedro, mas não consigo viver sem fazê-las! 🙂

    E é uma lista de respeito essa sua, Leandro.

    Acabei de me lembrar agora de um filme obrigatório que eu nao deveria ter esquecido: ICHI – THE KILLER, do Miike.

    Vou ter que fazer um update!

  24. A década ainda não acabou, pelo menos pra mim, mas até agora estamos assim (em ordem cronológica):

    1) Cidade dos Sonhos (Mulholland Dr.), de David Lynch. EUA/França, 2001.

    2) Visitor Q (Bijitâ Q), de Takashi Miike. Japão, 2001.

    3) O Pianista (The Pianist), de Roman Polanski. França/Alemanha/Reino Unido/Polônia. 2002.

    4) Pistol Opera (Pisutoru Opera), de Seijun Suzuki. Japão, 2001.

    5) Embriagado de Amor (Punch-drunk Love), de PaulThomas Anderson. EUA, 2002.

    6) Mr. Vingança (Boksunen Naui Got), de Park Chan-wook. Coréia do Sul, 2002.

    7) Kill Bill – Volume 1 / Volume 2 (Kill Bill: Vol. 1 / Vol. 2), de Quentin Tarantino. EUA. 2003 / 2004.

    8) Reis e Rainha (Rois et Reine), de Arnaud Desplechin. França. 2004.

    9) Marcas da Violência (A History of Violence), de David Cronenberg. EUA/Alemanha. 2005.

    10) Três Enterros (The Three Burials of Melquiades Estrada), de Tommy Lee Jones. EUA/França, 2005.

    11) A Conquista da Honra (Flags of Our Fathers), de Clint Eastwood. EUA, 2006.

    12) Exilados (Fong juk), de Johnnie To. Hong Kong, 2006.

    13) Onde os Fracos Não Têm Vez (No Country for Old Men), de Ethan Coen , Joel Coen. EUA, 2007.

    14) Os Donos da Noite (We Own the Night), de James Gray. EUA, 2007.

    15) O Nevoeiro (The Mist), de Frank Darabont. EUA, 2007.

    16) Deixa Ela Entrar (Låt den Rätte Komma In), de Tomas Alfredson. Suécia, 2008.

    17) Sangue Negro (There Will Be Blood), de Paul Thomas Anderson. EUA, 2007.

    18) Bastardos Inglórios (Inglorious Basterds), de Quentin Tarantino. EUA/Alemanha, 2009.

    19) Gran Torino (Idem), de Clint Eastwood. EUA, 2009.

    20) Inimigos Públicos (Public Enemies), de Michael Mann. EUA, 2008.

  25. Pedro Pereira disse:

    Tarefa inglória, esta de fazer listas, algo fica sempre esquecido…

  26. Viu só, Luiz, ainda bem que eu disse que eu iria esquecer vários… OLDBOY entra na lista também! Considere por lá, hehe

  27. Assim como o Vlademir também não gosto de alguns filmes (Professora de Piano, Dogville, Sangue Negro) mas diversos outros estão na minha lista.

  28. Putz, mas sem Oldboy ou qualquer outro da filmografia do Chan Wook Park? Maldade…

  29. Pedro Pereira disse:

    É esse implica estômago forte…

  30. Vlademir disse:

    Lista bem representativa do que foi a década, tem alguns títulos que eu não gosto, mas são daqueles filmes de “ame ou odeie” (ex: Irreversível).

    Mas tem Sangue Negro que sei que muita gente não gosta muito, mas sempre achei bem fodão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s